Nenhum resultado encontrado.

O que são opções de compra - call

O que são opções de compra - call
16/06/2020
Eric Barreto
Partner e Prof. do Insper

Para começar a nossa conversa: se você chegou a esse texto, certamente já ouviu falar sobre opções e sabe que são instrumentos financeiros derivativos, certo?

Para recordar, derivativos são contratos financeiros criados com objetivo de proteção, de forma similar a um seguro, por isso, seus valores derivam de outros ativos, como o preço de moedas, commodities e taxas de juros por exemplo. Além disso, os derivativos são liquidados em datas futuras, e na data de contratação, seus valores são pequenos, se comparados ao efeito potencial.

Muito bem, então, derivativos são instrumentos de proteção, porém, é sempre bom lembrar que no mercado existem entidades que compram proteção, entidades que vendem proteção, entidades que intermedeiam a compra e a venda de proteção e outras que usam esses instrumentos para ganhar dinheiro, apostando no crescimento do seu valor justo.

As opções de compra, também chamadas de call, são instrumentos em que o comprador da proteção, chamado de titular, paga um prêmio para ter a opção de comprar um ativo específico, se quiser, por um preço predeterminado, chamado de preço de exercício ou strike.

Trata-se de um negócio similar ao pagamento de um “sinal” para a compra de um veículo ou de um imóvel. Você poderia, para segurar a oportunidade de comprar um imóvel ao preço de R$ 1.000.000,00, pagar um sinal de R$ 10.000,00, fazendo um contrato em que o comprador se compromete a vender o imóvel para você até determinada data pelo preço fixo de R$ 1.000.000,00, caso você, titular da opção, queira exercer o seu direito. Caso não exerça, o dono do imóvel ficará com os seus R$ 10.000,00.

Suponhamos que uma opção de compra de 1 dólar americano, com vencimento em 2 meses a partir da data da transação, ao strike de R$ 5,00, fosse adquirida pelo prêmio de R$ 0,01. Na data de exercício, se o preço do dólar estiver maior do que R$ 5,00, o titular pode exercer sua opção, comprando dólar a R$ 5,00 e vendendo pelo preço de mercado. O lucro do titular seria: Preço de mercado do dólar na data do exercício menos R$ 5,00 menos o prêmio pago, de R$ 0,01. E se o dólar estiver cotado a um preço menor do que o de exercício (R$ 5,00, no exemplo), o titular perde apenas o prêmio pago pela opção, portanto, seu resultado (payoff) pode ser resumido no seguinte gráfico.

Gráfico 1 – Payoff do titular de call
Gráfico 1 – Payoff do titular de call

Assim, dizemos que o titular da call tem perda limitada ao prêmio e ganho ilimitado.

Já o lançador da call, aquele que vendeu proteção, tem ganho limitado ao prêmio e perda ilimitada, conforme se pode ver no gráfico abaixo.

Gráfico 2 – Payoff do lançador de call
Gráfico 2 – Payoff do lançador de call

É claro que o vendedor de call não é tipicamente um maluco, pois precisaríamos de muitos loucos para dar liquidez ao mercado, então, para fazer uma operação desse tipo, se o lançador perde dinheiro com a alta do ativo subjacente da opção, ele deve ganhar com a alta em algum outro contrato. Não deixe de ler o texto que explica as opções de venda (put).

 
Tenha acesso ilimitado

Acesso a cursos, guias, artigos e vídeos. Sem pontuação CRC.

R$50

/mês

Começar Também preciso de pontos CRC
Relacionados