Nenhum resultado encontrado.

Exercícios (CPC 29 / IAS 21- Ativo Biológico e Produto Agrícola)

Tenha acesso ilimitado

Acesso a cursos, guias, artigos e vídeos. Sem pontuação CRC.

R$50

/mês

Começar Também preciso de pontos CRC
07/04/2020
Ivanice Teles
Principal

Vamos fazer agora alguns exercícios. A gente preparou 3 exercícios com base em tudo o que a gente viu até aqui. Depois, você vai verificar que tem outros exercícios também com respostas, só que esses para você fazer sozinho. Eu vou pedir para você fazer o exercício e, depois, você compara a resposta para verificar o que acertou, o que precisou. A gente deixou comentário, a gente deixou o passo a passo. Mesmo esse que está gravado, que a gente está resolvendo junto, também, você vai ver que na apostila tem o passo a passo para facilitar. Pode ser que a gente desempenhe de uma outra forma para ficar mais simples, mas você vai ver que no material tem todo o passo a passo. Então, acompanha comigo na apostila o nosso primeiro exercício. Então, a companhia Barreto tem um rebanho em 20x1, que ela adquiriu em um determinado período com determinadas idades. O exercício está pedindo para calcular o valor justo ao final de 20x2, considerando algumas observações. Então, a gente está vendo uma tabela com valores de 20x1 e 20x2 e a informação é o seguinte: as unidades com 3 anos foram abatidas, em x2 nasceram 3 unidades no início do ano e a entidade não fez novas aquisições, então, ela não comprou, ela não adquiriu novos carneirinhos, novos bezerrinhos. Então, 3 unidades foram abatidas e 3 nasceram. O que a gente tem? A gente tem aqui: idade, 1 ano, 2 anos e 3 anos. x1 no momento da aquisição, qual é o valor? Me ajuda. Antes nós temos a quantidade. Vamos colocar aqui a quantidade. Então, na idade de 1 ano, quantos nós tínhamos? 10; na idade de 2 anos, 5; na idade de 3 anos, 3. Em x1, qual era o preço, o valor desses animais? Então, nós temos ai: 50, 80 e 100. R$50, R$80 e R$100. Se a gente for considerar essa informação que está aqui para x1, qual é o valor justo para x1? Vou colocar assim: o valor justo para x1. Nós vamos fazer a multiplicação. Então, R$500, 5x8 = 40, R$400; 3x100, R$300. Então, a gente está calculando aqui o valor justo para x1, estou fazendo a multiplicação da quantidade para o valor do preço, do valor justo, no caso aqui, a mensuração. Quanto dá esse total aqui? Aqui dá 900; 1200. Isso aqui para x1. Agora, vamos fazer para x2. Em x2, o que ela está dizendo aqui? Vamos colocar: idade, quantidade também, x2 e o valor justo para x2. Então, o que está dizendo aqui? Em x2, de um ano, quantas unidades eu tenho? Eu tenho 3. Por que? Porque nasceram 3, não é? Quando a gente verifica lá no exercício. Volta lá em observação. Então, a gente tem lá: as unidades com 3 anos foram abatidas. Em 20x2 nasceram 3 unidades no início do ano e a entidade Barreto não fez nenhuma nova aquisição. Então, aqui em x2, na idade de 1 ano eu tenho 3, que foram essas novas adquiridas. Qual é o valor justo para x2 do rebanho, dos animais para 1 ano? Olha ai no material: R$60. Idade de 2 anos, quanto eu tenho? 2 anos eu tenho 10, certo? Porque em x1 essas 10 aqui elas tinham 1 ano e, em x2, essas 10 agora vão ter 2 anos. Por que é o próximo ano. Qual é o valor justo para o segundo ano, para os animais de 2 anos? O que tem ai no nosso material? R$120. Então, R$120. E de 3 anos? De 3 anos, quantos eu tenho de 3 anos? 5. Por que? Porque em x1 essas 5 tinham 2 anos e, agora em x2, essas 5 vão ter 3 anos. Então, 5 anos. Ou seja, essas 3 aqui são referentes aos novos nascimentos, essas 10 aqui de 2 anos são referentes ao ano anterior e essas 5 aqui de 3 anos são referentes ao ano anterior. Que essas 5 tinham 2 anos no ano anterior. E essas 3 aqui? Essas 3 foram abatidas, que é o que está dizendo lá no exercício. Que essas 3 foram abatidas. Então, quanto é o novo valor para os animais que tem 3 anos? Quanto que tem? Qual é a informação que está ai no nosso material? R$150. Muito bem. Então, o que eu vou calcular aqui? Eu vou calcular o nosso valor justo. Quanto que dá aqui? 3x6, aqui dá R$180, 10x120, R$1200 e 5x150, quanto vai dar aqui? 5, 150, vai dar R$750. Quanto dá o nosso total? 750 com 1200 com 180 vai dar R$2130. Qual é a minha oscilação em termos de valor justo? Eu tinha em x1, R$1200 e, agora, em x2 o meu valor justo aumentou, R$2130. Ele aumentou em função, principalmente, da mudança do meu valor justo e, especialmente, em termos de alteração da quantidade dos animais que foram adquiridos, como esse aqui; dos animais que foram abatidos, também; e dos animais que cresceram. E, isso aqui está relacionado com o item que nós falamos, de transformação. Lembra que a gente falou no início do nosso curso? Qual é a minha diferença? 2130 para 1200, nós estamos falando de uma diferença de R$930. Então, o meu delta, a minha variação de valor justo aqui é de R$930. Tem uma outra forma, também, para a gente fazer a demonstração dessa variação de 2130 para 2200, que a gente vai ver na sequência. Então, dando continuidade, a gente vai fazer um resuminho só para explicar o que já está ai no material, para demonstrar toda a transformação. A gente viu transformação no início do nosso curso e, agora, a gente vai ver um exercício que a gente está descrevendo toda a parte de transformação, ou seja, animais que foram abatidos; valor justo que aumentou com o passar do tempo; animais que nasceram. Então, esse detalhe que a gente está demonstrando aqui. Se a gente for pegar idade, a gente for pegar quantidade em x1, depois pegar o preço em x1 e o preço, o valor justo em x2, o que a gente vai verificar? Idade, a gente sabe que são 3 categorias: 1, 2 e 3 anos. Quantidade, a gente tem: 10, 5 e 3, que está ai no nosso material. E o preço, nós temos: 50, 80 e 100. Depois, nós temos: 60, 120 e 180. O que a gente quer destacar aqui? A gente quer destacar seguinte: a gente teve alteração em termos de valores considerando aqui na horizontal mas, também, na vertical. Por que isso é importante? Porque essa quantidade aqui de 10, quando passaram para o segundo ano, elas deixaram de ser 50 e passaram a ser 80. Não foi isso que a gente viu quando a gente estava na primeira etapa? Então, aqui a gente tem uma mudança de preço de 30 para essas 10 quantidades aqui. Então, aqui a gente já vê que houve essa mudança de 10x30. Então, aqui a gente já tem R$300. Depois, a gente viu que essas unidades aqui de 5 anos que eram 80, elas passaram para o próximo ano para 3. Deixa eu colocar esse 2 aqui em cima para ficar mais alinhadinho. 2 e 3. Então, elas passaram, essas 5 aqui, passaram para o terceiro ano, teve uma mudança. Por que? Porque antes elas eram 80 e, agora que a gente viu inclusive na tabelinha anterior, ela estão a 100. Então, eu tenho aqui uma mudança de 5 para 100 de 20. Então, 5x20, isso aqui dá 100. Lembrando que esse resuminho aqui já está no seu material. E o que esse valor representa? Esse 400? Esses 400 estão relacionados com o crescimento. Lembra que um dos itens da transformação, que eu posso ter crescimento. E, é exatamente isso que aconteceu, as unidades que estavam aqui, elas foram pulando e, no caso das unidades de 3 anos que a gente já tinha visto, elas foram abatidas. O que a gente está vendo? A gente está vendo, também, uma mudança aqui. A gente está vendo essa mudança aqui de x1 para x2. Em termos de valor justo a gente vai perceber que também tivemos uma alteração em termos da mudança de valor justo. Uma mudança do preço, ou seja, aqui 80 para 120, qual é a diferença? 40. É 180 mesmo o valor? 150. Corrigindo, 150. De 100 para 150, qual é a diferença? 50. "Ai Ivonice, por que você não está trazendo esse 60 aqui?" Por que? Porque esses 10 vão vir para o lugar dos 5; os 5 vão vir para o lugar do 3. Então, por isso que eu não estou trazendo essa mudança, em termos do 50 para o 60. O que eu vou considerar? Eu vou considerar os nascimentos que a gente já tinha verificado anteriormente, que são 3 unidades que nasceram ao valor de 60. A gente já tem aqui essa informação. Então, elas já nasceram no valor de 60; 180, já tenho essa informação, não houve aqui mudança. O que eu estou fazendo é a mudança em termos de preço dessas quantidades aqui. Então, eu vou ter 10 unidades que tem uma oscilação de preço a 40, como a gente viu. Elas deixaram de ser 80, deveria ser 80. Digamos que não mudasse o preço, seria R$80, certo? Essas 10 custariam R$80. Na verdade, houve um aumento, então, essas 10 vão custar 120, logo eu tenho um aumento de 10xR$40, isso aqui dá 400. Depois eu vou ter essas 5 aqui que também passam a ter uma mudança no valor. Por que? Porque se não houvesse nenhum tipo de mudança, essas 5 viriam para o lugar dessas 3 e teria o valor de 100. Só que a gente está vendo que não é mais 100 para quem está no terceiro ano. Quem está no terceiro ano agora é 150. Então, houve um aumento de 50 no preço. Então eu tenho 5x50, que aqui dá 250. Então, em termos de valor, de alteração, de mudança no preço, quanto eu tenho? Eu tenho 650, que é *[inaudível] a preço. Então, dando continuidade aqui, montando a demonstraçãozinha, o que é que a gente tem? A gente tem valor justo inicial. Quanto era o valor justo inicial que a gente já tinha calculado na primeira etapa? A gente encontrou R$1200, quando a gente pegou toda a quantidade x o preço, a gente encontrou 1200. Nesse período teve crescimento? Teve algum novo animal? Teve. Não foi adquirido, foi um crescimento, então, nasceu. A palavra correta aqui é nascimento. Teve, nasceram 3. 3 ao custo de 60, no caso, 180. Valor justo, 180. E a gente teve crescimento? Sim, tivemos crescimento que foram esses aqui, 10x30, 5x20, que a gente já tinha calculado anteriormente. Então, em termos de crescimento nós temos aqui, 400. Crescimento: 400. E a gente teve mudança no valor do preço? Tivemos. Mudança no valor do preço. Colocar um delta aqui. Quanto foi? 650, que a gente já tinha acabado de calcular aqui. Então, 650. Acabou? Não. Por que? Porque a gente teve 3 abatimentos. Lembra, que nós tivemos 3 abatimentos que o exercício comentou? As unidades de 3 anos foram abatidas. Era o valor, era 100, né? Dá uma olhada no nosso material. Era 100, isso mesmo. Então, as 3 do ano de d x1 para x2, foram abatidas. Então, a gente tem aqui: menos abatimentos daquelas unidades, no valor de quanto? No valor de R$300. Então, tem mais alguma coisa aqui? Não tem mais nada. A gente já colocou o valor inicial, nascimento, crescimento, preço e abatimento; então, não tem mais nada aqui. Lembrando que tudo isso aqui está relacionado com transformação, que foi o que a gente tinha verificado anteriormente, ou seja, agora eu vou ter o meu valor justo final. Quanto que vai dar isso aqui? Calcula ai comigo, por favor, para ver se a gente chega no mesmo número. 1200, 180, 400, 650 e 300 menos, chegamos em 2130. "Ah, Ivonice, é coincidência?" Não! 2130. É coincidência? Não! Por que não? Porque se a gente for pegar 2130 - 1200, exatamente os 930 que a gente tinha visto anteriormente, que é a nossa mudança de valor justo. Então, exercício 1 finalizado. A gente encontrou o nosso valor justo, saindo de 1200 para 2130, novo valor justo, na verdade, o aumento no valor justo de R$930. Vamos para o próximo? O exercício 2, que está ai na telinha, está pedindo para a gente identificar qual é a alternativa que NÃO está relacionada com o exemplo de ativo biológico consumível. Ativo biológico consumível nós vimos quando abordamos os tipos de ativos biológicos. A gente apresentou o ativo biológico consumível e de produção, lembra? Então, a gente verificou que consumível é aquele que está disponível para a gente consumir. A gente deu até um exemplo de um rebanho de carne, por exemplo, de um rebanho para o consumo da carne, por exemplo. Então, aquele rebanho tem a finalidade justamente para o consumo da carne. Então, aqui a gente tem 5 alternativas e a gente tem que descobrir qual não está relacionado com exemplo de ativo consumível. Então, vamos lá! Plantações de milho e trigo são exemplos? Sim, são exemplos de ativo biológico consumível. Árvores para a produção de madeira? Sim, também é um exemplo. A entidade tem o intuito de, justamente, o negócio dela é a produção de madeira. Rebanho de animais mantidos para a produção de carne? Sim, que foi o exemplo que eu acabei de comentar. Rebanhos mantidos para a venda? Sim, a entidade pode ter gados, porcos, que ela vai, justamente, vender. Plantas portadoras mantidas para produzirem frutos por mais de um período? Não! Essa aqui já está claro que não atende ao conceito, ao exemplo de ativos biológicos consumíveis. Então, a alternativa correta, letra E. Vamos para mais um exercício? Exercício 3? Acompanha comigo ai na tela. Uma Sociedade Empresária produz certo tipo de produto agrícola que é negociado em 2 diferentes mercados ativos (Mercado A e Mercado B) a preços diferentes. A entidade pode acessar os preços desse produto nesses 2 mercados na data da mensuração. Outras informações também são conhecidas por essa Sociedade. Ai eu tenho todas essas informações que já já eu vou voltar nelas. O que a questão está pedindo? A questão está pedindo o valor correto da mensuração do valor justo do produto agrícola negociado pela Sociedade Empresária. Então, a gente precisa encontrar qual é o valor justo. No mercado A nós temos R$59 a saca, o preço que seria recebido pela venda do produto agrícola, que é o valor justo; R$4 por saca, custo de transação; R$4 por saca, custo para transportar. No caso aqui o custo de venda no Mercado B é R$60 o valor justo; R$6 o custo de transação; R$4 custos para transportar o produto agrícola a esse mercado. Tanto o Mercado A quanto o Mercado B não são considerados o mercado principal para esse produto agrícola. O que o exercício está pedindo? O exercício está pedindo para a gente encontrar o valor justo para a entidade reconhecer, para ela precificar esse ativo que é negociado em 2 mercados. E, o que a gente precisa? A gente precisa, indo no conceito do valor justo, que eu sei que a gente não abordou aqui nesse nosso conteúdo, mas ele está relacionado, está associado, por isso que eu trouxe esse exercício, para que você tenha exatamente esse conhecimento, esse arcabouço, que eu acho que é super importante. Então, a gente, no valor justo, precisa identificar qual que é o mercado mais vantajoso, qual que é o mercado principal. Então, aqui a gente está verificando que, a observação está no material, tanto o Mercado A quanto o Mercado B não são considerados o mercado principal para esse produto agrícola. Se fosse, OK, só que como não é, a gente precisa encontrar qual é o mercado mais vantajoso. Para que? Para que a entidade possa maximizar o seu resultado. Então, o que a gente precisa? A gente precisa, tendo essas informações do valor justo por mercado, preço de transação e preço de custo de venda, a gente vai encontrar qual é o mercado mais vantajoso. O que é bem simples. Então, eu vou pegar o Mercado A e o Mercado B. Vou chamar de valor justo, porque essa é a definição que ele fala, preço que seria recebido pela venda do produto agrícola. Então, o valor justo no Mercado A é 59 e, ai, eu tenho que fazer a exclusão do custo de transação e das despesas de venda. Dá 4 e 4, não é? 8. 4 e 4. Então, aqui vai dar quanto? 59 - 8, vai dar 51. No Mercado B, quanto eu tenho? Eu tenho 60 - 6 e 4. Quanto que dá aqui? 50. Qual que é o mercado mais vantajoso? O mercado em que essa entidade, que a gente está auxiliando a encontrar um valor justo, maximizaria os resultados? Com 51 ou com 50? Com 51, não é? É o que ela maximizaria os seus resultados. Então, o que eu vou considerar para fins de cálculo do valor justo? Eu vou considerar o próprio valor justo 59, menos a minha despesa de venda. E essa é a nossa equaçãozinha: o valor justo menos despesas de venda. Então, eu tenho 59 - 4, quanto que dá? 55. Qual que é a alternativa? Vamos olhar a alternativa. É a alternativa C, R$55. Exatamente esse é o valor que a gente encontrou. R$55 é o valor justo já considerando as despesas de venda, dedução das despesas de venda. Então, nós encerramos mais um curso. Eu quero agradecer a você pela participação. Espero que você participe bastante das atividades, realize também os testes e obtenha o certificado ao final do curso. E a gente se vê na próxima. Muito obrigada. Tchau, Tchau.