Nenhum resultado encontrado.

Introdução ao Lucro

Tenha acesso ilimitado

Acesso a cursos, guias, artigos e vídeos. Sem pontuação CRC.

R$50

/mês

Começar Também preciso de pontos CRC
01/01/2016
Eric Barreto
Partner e Prof. do Insper

Lucro. O que é lucro? Nós vamos falar um pouco sobre conceitos relacionados a lucro e diferenciar alguns termos normalmente utilizados. O termo lucro econômico, normalmente, é utilizado para se referir à evolução de riqueza de uma entidade. Já o lucro contábil, de forma diferente, é mais baseado em transações. Isso na contabilidade tradicional. Na contabilidade mais moderna, o lucro contábil é mais próximo do lucro econômico, pois existem vários ativos e passivos que são mensurados a valor justo. Dessa forma, o lucro já reflete ganhos ou perdas em ativos e passivos mensurarados a valor justo. E isso quer dizer que a entidade demonstra lucros... Ela registra lucros, mesmo sem ter transações. Por exemplo: ativos biológicos. Os ativos biológicos são animais ou plantas vivos. Eles são mensurados a valor justo. E, quando o valor justo desses ativos oscila, ele gera um ganho ou uma perda na demonstração de resultados. Quer dizer, nós temos um ganho ou uma perda que estão afetando o lucro, e isso não quer dizer que houve uma transação com esses ativos. Aqui nesse curso, nós vamos utilizar o termo lucro contábil para nos referir ao lucro que é observado na contabilidade societária. E este lucro envolve vários outros conceitos, como, por exemplo, lucro líquido. O lucro líquido é a última linha da demonstração de resultados. É aquele lucro que serve para remunerar o acionista. É o que sobra depois de excluirmos todos os custos, todas as despesas. Temos também o conceito chamado lucro bruto. O lucro bruto está bem na parte de cima da demonstração de resultados. Porque ele é, simplesmente, a diferença da receita para o principal custo da DRE. Por exemplo: ele pode ser a diferença da receita de vendas para o custo da mercadoria vendida; ou da receita de venda para o custo do produto vendido, se estivermos em uma indústria; ou ele pode ser a diferença da receita de juros para o custo dos juros, se estivermos em uma instituição financeira; ou ele pode ser a diferença da receita de serviços para o custo do serviço prestado. Outro conceito importante é o do lucro recorrente. Lucro recorrente é aquele que nós esperamos que aconteça em exercícios futuros. Em uma análise de demonstrações contábeis, utilizamos dados passados. Porém, estamos interessados sempre em prever o futuro de uma entidade. Por isso, o lucro recorrente é tão importante. Então, em análises prospectivas, nós excluímos eventos que aconteceram uma única vez; eventos que nós esperamos que não se repitam, como, por exemplo, uma perda causada por um incêndio. Um outro conceito é do lucro operacional. Lucro operacional é tão importante que nós teremos um capítulo exclusivo para falar sobre esse conceito. Observe. Na demonstração de resultados das lojas Renner, a primeira linha, receita de venda de bens ou serviços, soma a receita líquida com venda de mercadorias e a receita líquida com vendas de produtos e serviços financeiros. A primeira linha de receita está somando receita líquida com receita líquida. Se nós temos receita líquida, é porque, em algum lugar, existe uma receita bruta, certo? A receita bruta nós vamos encontrar na DVA, que é a demonstração do valor adicionado, e, normalmente, encontramos também nas notas explicativas. A DRE (demonstração de resultado do exercício) normalmente começa pela receita líquida. A diferença da receita bruta para a receita líquida... A principal diferença são os impostos que incidem sobre o faturamento. Além disso, podemos ter outras diferenças: podemos ter ajuste a valor presente; podemos ter devoluções; mas a principal diferença, entre a receita bruta e receita líquida, costuma ser os impostos sobre o faturamento. Também nessa figura da demonstração de resultado das lojas Renner, nós temos em destaque o resultado bruto. Resultado bruto é o que eu chamei de lucro bruto no slide anterior. Veja que ele é a diferença entre as duas receitas líquidas, a de venda de mercadorias e a de produtos e serviços financeiros, e os dois custos, custos de venda de mercadorias e custo de produtos e serviços financeiros. E a última linha da DRE também está em destaque: o lucro ou prejuízo consolidado do período. Ele é o lucro líquido ou, quando tem o sinal negativo, o prejuízo líquido. Sobre o lucro operacional ou o resultado operacional, nós vamos falar um pouquinho mais para frente, em um outro capítulo.

Relacionados