Nenhum resultado encontrado.

Venda de Opções: hedge ou especulação?

Tenha acesso ilimitado

Acesso a cursos, guias, artigos e vídeos. Sem pontuação CRC.

R$50

/mês

Começar Também preciso de pontos CRC
20/10/2020
Berenice Righi Damke
Especialista em Gestão de Riscos Financeiros e Derivativos

Esse vídeo debate a venda de opções. Vamos entender mais quando podemos dizer que isso é hedge ou especulação? Nós já aprendemos que se pode vender ou comprar uma opção. E agora, eu vou trazer a vocês um caso prático em que a venda de uma opção não pode ser chamada de hedge. Mas também não pode ser chamada de especulação. Como assim? Vamos entender? É possível vender uma call "seca". O que significa isso na linguagem do mercado financeiro? Significa que a gente só vende a call, e não faz mais nada, nenhuma outra opção em que nós ficamos comprados na opção. Muitas vezes, a venda de uma opção pura e simples é chamada de especulação. Inclusive, dentro do universo da contabilidade de hedge ou hedge accounting, há uma previsão de que a venda de uma opção, sem uma outra estratégia acompanhando esta venda de opção, não pode ser enquadrada para fins de hedge. Mas existem algumas situações, principalmente que a gente pode encontrar dentro de empresas e produtores de commodities, que é a seguinte: o produtor ou aquela empresa tem a commodity no seu armazém ou na sua lavoura, tem um produto que será comercializado em uma data futura, e aí ele vende uma call para aquela mesma data futura em que ele pretende fazer a comercialização da commodity. E, dessa forma, primeiro: ao vender a opção, ele recebe um prêmio. Então, tem um ganho financeiro nessa história, sim. Por outro lado, na data de vencimento em que esta call será exercida... Vamos pensar juntos. Call dá resultado positivo ao ser exercida quando compramos a call e exercemos esta call e movimentos de alta do tipo objeto. Certo, então vamos pensar que nós somos um produtor de soja. Temos soja no nosso armazém. Vendemos uma call de soja para a mesma data que a gente vai comercializar essa soja que está lá armazenada. Portanto, naquela data, se nós formos exercidos porque vendemos a call, vamos ter um ajuste a pagar. Verdade. Então, teremos um resultado financeiro negativo na opção. Por outro lado, ao vender o nosso produto naquela data, nós também receberemos um valor em termos de valor de soja, em reais ou em dólar, dependendo do que negociamos aí, maior do que o previsto. Então, em um movimento de alta do preço da soja, nós teremos um movimento positivo e uma receita maior do que o previsto na comercialização do nosso produto. E, parte desta receita maior do que o previsto, nós acabamos devolvendo ao ser exercidos na call e termos que pagar um ajuste. Então, nesse caso, embora a gente não possa chamar isso de hedging, nós também podemos dizer que é uma situação com risco limitado, não é uma especulação pura e simples, na medida em que, de fato, o produto está ali disponível para ser comercializado, no armazém ou se formando na lavoura. Agora, a venda de uma opção pura e simples, sem essa contrapartida operacional, aí sim, ela é uma especulação. E pode ter riscos ilimitados. Então, atenção. A venda de uma call, em algumas situações, é combinada com outras opções, o que faz parte de estratégias usadas por empresas de commodities e de outros segmentos. Nós vamos aprender no próximo vídeo sobre algumas dessas estruturas envolvendo mais de uma opção, que vira e mexe a gente encontra nas demonstrações financeiras de empresas listadas na B3.

Relacionados